Felicidade e Bem estar

Vida, por que?

O que eu fiz para merecer essas pessoas em minha vida?

O que eu fiz para merecer um chefe desse?

Devo ter jogado pedras na cruz para merecer meus companheiros de trabalho!

Quem tem amigos iguais aos meus nem precisa de inimigos!

Não dá para contar nem com a família mais!

Única pessoa que posso confiar nessa vida é em mim mesmo!

Meus filhos são uns ingratos!

Devem ter trocado meus pais, não podem ser esses os verdadeiros!

Vou me isolar no mundo!

O mundo poderia ser feito apenas de animais e mim!

Pessoas me cansam a beleza!

Eu só me ferro, só tomo no… nariz!

Por que vida? Por que?

 

Você já deve ter usado algumas dessas frases questionadoras e exclamativas sobre lidar com outras pessoas e em alguma relação de sua vida deve ter pensado que você era um ser humano perfeito incompreendido pelo mundo, certo? Se não usou essas frases, quais você já usou que refletisse situações como essas nas quais você se sentiu injustiçado ou incompreendido por outras pessoas ou por atitudes de outras pessoas?

É normal encontrarmos pessoas com as quais nos damos bem logo de cara assim como é natural encontrar outras que nos remetem a famosa frase “o santo não bateu”. Se você listar pessoas que passaram em sua vida nessas duas situações, tenho certeza que lembrará pelo menos de um exemplo de cada e até com detalhes.

Agora, eu pergunto e gostaria que me respondesse com toda a sua sinceridade, desarmado, permissivo e de coração aberto, afinal se você não contar para ninguém, prometo que também não conto:

  • Você consegue enxergar um pouco de você nessas pessoas?

Vou brincar de adivinhar o que você pensou enquanto analisava sua própria resposta:

  1. “ah… com as pessoas que me identifiquei é fácil ver um monte de mim, elas são demais”
  2. “Você tá louco! Claro que não pareço em nada com aqueles cujo santo não bateu!”
  3. “Nooooooooossa… pensando bem eu queria ser como aqueles que eu admirava”
  4. “Caaaaaaaaaaaraaaaaaca… e não é que aquela pessoa que não curtia tinha os meus próprios defeitos”
  5. “Cara, você nunca vai adivinhar o que eu pensei!!!!”

E ai, passei perto? =]

A verdade é que não importa muito a sua resposta de fato, mas sim o que pensou enquanto elaborava a mesma.

Muitas vezes vamos encontrar pessoas na nossa convivência que são iguaizinhas a nós e vamos amá-las por isso. Muitas outras vezes vamos encontrar pessoas que são iguaizinhas a nós e vamos odiá-las também por isso. O grande ponto disso tudo é sabermos o motivo de nossas reações às pessoas que encontramos por aí.

O QUER VOCÊ QUER DIZER COM ISSO, TIAGO?

Vou explicar: por acaso você já quis comprar um carro de certo modelo específico e começou a ver um monte desse carro nas ruas? Por acaso você estava esperando um filho (seu ou da sua mulher) e começou a ver muitas mulheres grávidas na rua? Alguma vez você quis comer algo e de repente por onde você passa você vê pessoas comendo aquilo, parecendo até que fazem de sacanagem? Então, isso que estou querendo dizer.

Muitas vezes vamos nos deparar com pessoas que agem conforme esperamos, simplesmente porque também agimos assim e estamos focados nessa atitude. Logo, se você estiver de bem com a vida, alegre, otimista e consciente do seu estado atual, provavelmente vai atrair muitas pessoas ao seu redor que estão no mesmo estado de espírito, assim como o contrário também é verdade, pois nós costumamos nos espelhar nos nossos semelhantes.

Quer outro exemplo? Se você tiver uma característica que gostaria de melhorar e encontrar alguém que seja assim, provavelmente você vai odiar essa pessoa, não porque ela tem esse comportamento, mas porque você não aceita continuar sendo dessa maneira.

Você acredita nisso?

Muito bom, vamos para os passos adiantes para uma rápida analise sobre o que estamos atraindo.

  • ENCONTREI ALGUÉM QUE NÃO GOSTEI, O QUE FAZER?
    • Ela teve alguma atitude que foi contra um grande valor seu?
      • Se sim, você consegue ignorar essa atitude e manter um bom relacionamento?
        • Caso sim, ignore e siga.
        • Se não conseguir, aja com educação, você não precisa ser amiga dela.
      • Se não, siga.
    • Tem alguma característica sua que se assemelha com essa pessoa?
      • Se sim, você é bem resolvido com essa característica?
        • Se não, resolva seu problema, não desconte nela.
        • Se sim, já resolveu seu problema.
      • Se não, siga.
    • Ela te lembra alguém que você conhece e não gosta muito?
      • Se sim, você já perdoou essa pessoa?
        • Se sim, perdoe-a também porque não é culpa dela lembrar alguém que você não gosta.
        • Se não, seu problema está com esse alguém que você não gosta, não desconte nela.
      • Se não, siga.
    • Tem algum outro motivo pelo qual valha a pena você não dar uma chance de ela ser legal?
      • Se sim, esse motivo depende mais de você resolver ou da pessoa?
        • Se depende de você, resolva e seja legal.
        • Se depender dela, dê a chance dela resolver e seja legal.
      • Se não, use o lema do Mogli para lidar com ela: “Necessário, somente o necessário…”

 

  • ENCONTREI ALGUÉM QUE GOSTEI DEMAIS, O QUE FAZER?
    • Aproveite essa amizade e se algo der errado e você passar a não gostar dela, siga os passos acima!

 

Lembrando que isso não é uma regra e se você criar as suas próprias perguntas, com certeza saberá ainda melhor que tipo de pessoas anda atraindo para sua vida e qual o motivador das suas reações com essas pessoas e das reações delas com você.

E então, afinal, que tipo de pessoas você anda atraindo? Você atrai aquilo que você é? Ou você ainda acha que é perfeito e “zicado” por atrair só pessoas “problemáticas”?

 

Obrigado por ter chegado até aqui, significa que fomos atraídos para vida um do outro e para mim é um grande prazer tê-lo como leitor.

 

Grande abraço!!!!!!!!!!