SEJA. ACREDITE. VIVA.

Meu nome é Tiago, sou idealizador e fundador da Believe e desejo que você seja feliz!

Certo dia eu li que quando desejo felicidade a alguém, automaticamente ME COMPROMETO em fazer aquela pessoa feliz, por isso eu repito:

Desejo que VOCÊ seja FELIZ!

Se esse é o seu objetivo, você está no lugar certo

…aliás, falando em objetivo, se você quer chegar em algum lugar, atingir algum estado, almeja conseguir alguma coisa para se sentir realizado e não sabe como, você definitivamente está no lugar certo.

Como a BELIEVE vai te ajudar?

Eu realmente não o conheço profundamente, mas se chegou até aqui é por que se interessou de alguma maneira pelo que eu faço, certo?

O que você não sabe, é que eu sei outra coisa sobre você:

Você tem objetivos na sua vida e esses objetivos vão fazer de você uma pessoa mais feliz. Acertei?

Se esse for o seu caso, eu entendo você e já respeito muito esse seu desejo, que podemos transformar em sonho. Sabe qual a diferença?

Quando deseja algo, você fica arrumando motivos para não fazer, continuando a sentir essa sensação boa que é desejar. Agora, quando você sonha com alguma coisa, você está concretizando algo em pensamento que está separado de você apenas por planejamento e tempo.

E então, qual é o seu sonho?

Sabe esse planejamento e tempo que estão entre você e seu sonho? É exatamente nisso que posso ajudar! Para que saiba como, vou falar um pouco de mim.

Quem eu SOU?

Eu já tive incontáveis sonhos e desejos durante toda a minha vida e na grande maioria das vezes esses sentimentos só me levaram ao destino mais comum de quem quer sem saber por quê, frustração.

Mesmo que eu conseguisse atingir alguns objetivos, o sentimento de vazio e a necessidade de buscar mais eram insaciáveis, então eu me perguntei, será que estava buscando a coisa certa?

Nascido em dezembro de 1989 e criado em família de classe média, fui uma criança feliz, um adolescente estranho e um jovem confuso, como todos. Resolvi começar a trabalhar ao final dos meus 16 anos, por opção, e não sabia o que fazer de faculdade. Após me decidir, escolhi um curso certo (na época) do que estava fazendo e concluí Administração de Empresas com ênfase em Marketing, sou Administrador. Antes disso me tornei Técnico em Informática durante o ensino médio e nessa altura da vida eu só tinha certeza que era um recém-adulto comum, estudado, técnico, graduado e ainda sem saber quem ou o que sou de fato.

Minha mãe seguiu carreira em uma grande empresa até se aposentar, enquanto meu pai precisou se arriscar mais chegando a abrir seu próprio negócio por mais de uma vez.

Como fui criado com minha mãe em função da separação dos meus pais, não seria surpresa se eu seguisse carreira em uma grande empresa e quase foi assim, mas ainda estava me descobrindo.

Após o técnico eu estagiei, fiz orientação vocacional, mudei de emprego e de ramo indo para o comércio, ingressei na faculdade, fui trabalhar em uma grande empresa, recebi proposta para trabalhar em uma consultoria e assim foi indo minha carreira, de galho em galho na fase que costumo chamar de “ciclo dos 9 meses”.

No último ano da faculdade, já tendo passado por trabalhos em escritório de informática, comércio, empresa de grande porte e consultoria, resolvi abrir minha empresa com mais três sócios.

Técnico em informática, recém-formado administrador, empresário, consultor, parceiro IBM, rótulos de respeito para alguém de 23 anos… até fazer o meu primeiro curso de Coaching.

No que eu ACREDITO?

Quando decidi fazer meu primeiro curso de Coaching, automaticamente me veio uma enxurrada de lembranças de quem eu realmente era.

Durante toda minha trajetória eu sempre amei ajudar as pessoas, ouvi-las, aconselhá-las, eu sempre ACREDITEI nas pessoas, mesmo que elas mesmas não acreditassem.

Minha primeira vontade foi prestar prova para faculdade de Psicologia, o que acabei deixando de lado por uma crença: isso não daria dinheiro.

Então, durante a faculdade de Administração acabei tendo contato com uma palestra de Coaching e decidi, eu me tornaria Coach.

Voltando para onde eu estava, recém-formado e após sair da sociedade por incompatibilidade de valores que me fizeram deixar de acreditar naquilo, peguei o dinheiro que tinha guardado e fui atrás do meu SONHO.

Chegando no curso, me lembro da primeira pergunta que fizeram:

– Por que você escolheu fazer Coaching?

Minha resposta foi confiante e respaldada por toda aquela enxurrada de emoções e lembranças que comentei anteriormente:

– Porque eu quero ser Coach.

Já certo de quem eu era e mesmo assim ainda me descobrindo, acreditando que estava no caminho certo, posso dizer que ainda tive alguns tropeços, mas comecei a viver!

 

O que eu VIVO?

É importante dizer que meu passado de indecisões e experimentações foi exatamente o que me trouxe até aqui para falar com você.

Mas antes de chegar aqui e depois de minha formação em Coaching, eu ainda voltei a trabalhar autônomo como consultor, comprei uma franquia e a administrei com meu irmão, prestei serviço em outra grande empresa e durante esse período fui me especializando naquilo que era a minha verdadeira vocação, acreditar em e desenvolver as pessoas.

Adicionei no meu currículo formações de Coaching com Hipnose Ericksoniana, Master Coach e concluí uma pós-graduação em Psicologia Positiva com Coaching.

A partir disso tudo eu não tinha mais outra opção, porém ainda tinha um fator que me bloqueava todas as vezes que pensava em assumir de vez o que eu sou e o que acredito:

O DINHEIRO!

Eu assumi uma posição no mercado de consultoria na qual já faturava 85 reais por hora, que totalizava de 13 a 15 mil reais por mês. Era difícil pensar em começar algo novo sendo que isso me possibilitaria uma vida tão confortável.

Foi aí então que eu me planejei para VIVER o meu sonho.

Antes que pense o contrário, eu adorava o trabalho que eu fazia, era dinâmico, gostoso, eu tinha liberdade, mas ainda assim me faltava aquilo que eu realmente acreditava e todos os dias eu me perguntava, como estou ajudando as pessoas ao fazer o que faço?

Enfim, o que eu SOU e no que ACREDITO acabaram falando mais alto. Fiquei na empresa o tempo que podia, guardando dinheiro para VIVER com tranquilidade o meu SONHO que já havia tentado concretizar outras vezes, porém apesar de eu ter TEMPO, não tinha o PLANEJAMENTO adequado. Hoje eu me sinto FELIZ e REALIZADO, sinto PRAZER no que faço e tenho um ENGAJAMENTO muito acima do que tinha como consultor de informática.

 

Convite

É baseado no que eu sou, no que eu acredito e no que eu vivo que posso dizer com toda certeza: você pode ser, pode acreditar e pode viver o seu sonho!

SEJA. ACREDITE. VIVA.

Conheça o programa SAVing e passe a viver o seu sonho!